Nó na diplomacia – Israel ataca alvos civis na Faixa de Gaza

Família perde 12 integrantes, até crianças, em bombardeio de prédio residencial

Netanyahu se diz pronto a expandir operação, mas EUA e aliados ocidentais pressionam contra invasão terrestre do território palestino. Negociações para cessar-fogo avançam, e Dilma pede reunião do Conselho de Segurança

No dia mais sangrento desde o início dos confrontos entre Israel e Gaza, na quarta-feira, 27 pessoas — 12 delas da mesma família, das quais quatro crianças — morreram no território palestino ontem. Nos pesados bombardeios, Israel atingiu também um prédio usado pela imprensa palestina e internacional, ferindo oito jornalistas. Por sua vez, o Hamas lançou mais de 110 foguetes contra Israel, ferindo cinco pessoas. O premier Benjamin Netanyahu disse que as Forças Armadas do país estão prontas para expandir as operações em Gaza, mas o presidente Obama e aliados ocidentais — embora manifestassem apoio a Israel — posicionaram-se contra a invasão. A presidente Dilma Rousseff, a pedido de seu colega egípcio, Mohamed Mursi, telefonou ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, solicitando a convocação do Conselho de Segurança. Líderes do Hamas informaram que as negociações de cessar-fogo já caminharam 90%. Em Tel Aviv, o enviado especial Fernando Eichenberg relata como a cidade vive um clima de medo diante da ameaça constante dos foguetes palestinos. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s