Governo recorre para não desocupar Jardim Botânico

AGU entra com medida no TCU que retarda decisão de interesse federal

Acórdão de setembro, que está sendo questionado com pedido de esclarecimentos, fixou prazos e regras para o mapeamento e a retirada de centenas de famílias que invadiram o parque federal

Num novo round da briga pela desocupação das cerca de 600 casas que ocupam área federal do Jardim Botânico, a Advocacia Geral da União (AGU) entrou no Tribunal de Contas da União (TCU) com recurso pedindo a suspensão do acórdão de setembro, que fixou prazos e regras para a retirada dos invasores. No chamado embargo de declaração, a AGU acaba, na prática retardando a aplicação de uma decisão que favorecia a própria União. Um dos principais questionamentos da AGU é em relação aos prazos para a solução do problema. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s