Transparência: 32 ministros do STJ têm rendimentos acima do teto

Valor em um dos casos chegou a R$ 64,5 mil em junho, ante limite de R$ 26,7 mil fixado pela Constituição

Os 32 ministros em exercício no Superior Tribunal de Justiça (STJ) tiveram rendimentos em junho que superam o teto constitucional de R$ 26,7 mil, conforme lista divulgada ontem pela Corte no seu site, em cumprimento à Lei de Acesso à Informação. Na média, o vencimento bruto dos ministros foi de R$ 37 mil, ou R$ 29,7 mil líquidos. O STJ informou que a soma inclui vantagens pessoais e eventuais, que não contam para efeito de teto. Mais de cem servidores, pelo mesmo motivo, também ganharam acima do limite. Em seis casos, o contracheque ficou acima de R$ 50 mil, entre os quais o da corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Eliana Calmon: R$ 62 mil brutos. O campeão do mês foi o ministro Massami Uyeda, com R$ 64,5 mil. Em todos esses casos, o valor se deveu à antecipação de férias, mais o abono de um terço, segundo explicação do tribunal. (Estadão)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s