Greve de servidores públicos

Governo corta ponto e não vai dar aumento

Na queda de braço com o funcionalismo, o Planalto enviou ontem dois duros recados. O primeiro: não vai prever reajuste salarial para 2013 na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que deve ser votada semana que vem pelo Congresso. O segundo: mandou cortar o ponto de todos os servidores que estão em greve há três semanas. Mesmo assegurando que está disposto a continuar as negociações, o governo dá sinais de que a correção no contracheque deve ficar mesmo para 2014. O argumento é de que a gravidade da crise mundial, que já derruba a atividade econômica no Brasil, afeta o crescimento das receitas públicas. “Está muito difícil ceder aos pleitos dos servidores”, disse um graduado assessor de Dilma. “No Congresso, a orientação é não incluir nem deixar passar emendas que aumentem os proventos”. (Correio Braziliense)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s