FMI recomenda taxação para empresas poluidoras

Tributação renderia até US$ 1 trilhão para financiar projetos sustentáveis

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, recomendou ontem que os países tributem empresas que poluem o meio ambiente e reduzam subsídios para quem usa, por exemplo, carvão. Com esse dinheiro, seria possível financiar programas de desenvolvimento sustentável. Lagarde, que falou em Washington, chega nos próximos dias para a Rio+20. Aproposta do FMI soa inovadora porque contraria o receituário liberal do Fundo. Os técnicos do FMI calculam que, nos EUA, uma taxação de US$ 25 por tonelada de carbono emitida resultariaem apenas US$0,22 amais no galão da gasolina e levantaria US$ 1 trilhão em dez anos. Já a taxação de emissões da aviação renderia US$ 25 bilhões para atenuar os efeitos das mudanças climáticas nas naçõesem desenvolvimento. Dos200 parágrafos do documento final da conferência, dois terços permanecem em aberto e serão discutidos por negociadores a partir de hoje. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s