STF marca mensalão para agosto e põe fim a pressões

Decisão acaba com tentativa de adiar julgamento para depois das eleições

Dez dias após o ministro Gilmar Mendes ter acusado o ex-presidente Lula de fazer pressão pelo adiamento do mensalão para depois das eleições municipais, o Supremo Tribunal Federal decidiu ontem, por unanimidade, que os trabalhos começarão no dia 1º de agosto. O calendário prevê que a primeira fase do processo, com a sustentação oral do procurador-geral da República e dos advogados dos 38 réus, dure até 14 de agosto. Não há prazo para que, após isso, todos os ministros apresentem seus votos, mas o presidente da Corte, Carlos Ayres Britto, estima que até 4 de setembro todo o processo estará finalizado. Para que o calendário proposto seja cumprido, o ministro revisor do caso, Ricardo Lewandowski, anunciou que apresentará seu voto até o fim deste mês. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s