“É para o governador”, diz Cachoeira sobre dinheiro

Em áudio empresário ordena pagamento no ‘palácio’ ao tucano Marconi Perillo

Escutas da Polícia Federal mostram que o empresário Carlinhos Cachoeira orientou um de seus operadores a entregar dinheiro a um assessor direto do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), em julho de 2011.

“É pro governador. Vamos lá pagar logo pra ele no palácio”, afirma Cachoeira. O tucano nega ter negociado com ele e diz que o operador do empresário só intermediou a venda de um imóvel seu para outra pessoa.

Outros grampos indicam que Perillo atuou em favor da construtora Delta após pressão de Cachoeira. A defesa do governador diz que não há relação entre os dois. Para o advogado do empresário, as escutas são ilegais.

O Supremo autorizou o envio do inquérito que investiga o senador Demóstenes Torres (ex-DEM) à CPI do Cachoeira. (Folha de SP)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s