STF analisa desde 2005 jogo que beneficiaria Cachoeira

Governador de Goiás autorizou em 2000 exploração de caça-níqueis

Tramita desde 2005 no Supremo Tribunal Federal ação iniciada pelo Ministério Público para anular a autorização do governo de Goiás de exploração de caça-níqueis – medida que beneficiaria diretamente a Gerplan, empresa do bicheiro Carlinhos Cachoeira. A autorização foi concedida em 2000 pelo então governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), reeleito em2010. AAdvocacia Geral da União levou ao STF o caso, que ficou cinco anos com o ministro Cezar Peluso. Em 2010, foi redistribuído para o ministro Gilmar Mendes, que o arquivou alegando que o Ministério Público perderá prazos. Agora, a AGU pede a Gilmar Mendes que reconsidere a decisão. No Panorama Político, Ilimar Franco informa que o caso Cachoeira fez sua primeira vítima no Planalto: o subchefe de Assuntos Federativos da Presidência, Olavo Noleto, vai deixar o cargo devido a um telefonema trocado com o número dois do bicheiro. O superintendente do Incra-DF, Marco Aurélio da Rocha, foi afastado após ser citado em investigação da PF sobre Cachoeira. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s