MP investiga 363 mortes suspeitas num só hospital

Inquérito apura se houve contaminação de aparelhos de respiração do Salgado Filho

O ministério Público estadual abriu inquérito para investigar 363 mortes por infecção hospitalar, de um total de 854 pacientes que passaram mais de 24 horas na emergência do Hospital municipal Salgado Filho em 2010. No CTI da unidade, no Méier, 30% dos 289 doentes também morreram pelos mesmos motivos, quando a taxa de mortalidade admissível nestes casos é de até 5%.

O inquérito, segundo revela Vera Araújo, apura se as mortes foram causadas pelo uso de respiradores inadequados e pela contaminação do ar comprimido levado aos aparelhos. O procurador-geral de Justiça, Cláudio Lopes Soares, classificou o fato como muito grave. Já a Secretaria municipal de Saúde diz que não constatou qualquer anormalidade nas mortes. (O Globo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s